O que diz o teu peso de ti?

 Há uns tempos estava a almoçar no McDonald’s quando surgiu o tema das dietas (o que tem toda uma ironia associada). Opiniões sobre isto, dicas de como fazer aquilo, até que uma delas disse uma coisa que me deixou a pensar : “Eu não me peso há não sei quanto tempo. Olho para o espelho e, como gosto do que vejo, sei que estou bem assim.”. Mas afinal, até que ponto é que o peso interessa?

 O “peso” é uma medida que mede a massa de um corpo, neste caso do nosso, associada à gravidade. Entre outras coisas, esta massa corresponde à quantidade de tecido adiposo e músculo (e o músculo pesa mais que a gordura, logo ser mais pesada não significa necessariamente ser mais gorda), varia com a quantidade água ingerida e com as alterações hormonais e tem uma aparência diferente em cada uma de nós. Por isso, até que ponto é que o “peso” é uma medida viável para nos guiarmos em relação às decisões a tomar com o nosso corpo?

 Como é óbvio, tem o um papel importante e não pode ser ignorado. Há uma margem de cerca de 10kg para cada altura, e o peso deve, desejavelmente, estar situado entre esses dois valores, uma vez que, para a generalidade da população, isso significa que se está dentro do peso normal/saudável. No entanto, caso este valor esteja acima ou abaixo do padrão, significa que não se é saudável?

 Eu acredito essencialmente no movimento e bem-estar. Há gente que é mais pesada mas tem menos volume, há gente mais leve e mais volumosa, mas para se ser saudável, eu acredito que tanto o movimento como a alimentação são a chave. O movimento é essencial, e isto não significa que se frequente um ginásio. Quando falo em movimento refiro-me a praticar um desporto que dê prazer, deixar o carro à porta e ir a pé para a escola ou para o trabalho se for possível. O movimento é essencial para o Homem como espécie, e este está a ficar cada vez mais sedentário, o que está consequentemente a levar a uma maior incidência de certas patologias. E afinal o que é que se aproxima mais de não ser saudável: ter 3 ou 4 kg a mais ou a menos do peso “ideal” ou estar nessa margem e ter doenças como a diabetes ou o colesterol elevado, que hoje em dia tanto se ouve falar?

 Em relação à alimentação, é um assunto que dá muito pano para mangas. Hoje em dia acredita-se que se se comer produtos de dieta, como refrigerantes sem açúcar, bolachas de dieta, barras de cereais, ou até mesmo batidos que substituem uma refeição, é ser-se saudável. Ora, eu não podia discordar mais. Para mim, ser saudável é trocar esses alimentos por água e frutas e legumes biológicos, frescos e sem conservantes e pesticidas. Por exemplo, dizem que os figos engordam, mas será que é preferível comer alimentos processados, cheios de conservantes do que fruta biológica, um alimento natural que veio da terra, da natureza? Essa é uma ideia que nunca irá fazer sentido na minha cabeça. Eu acredito em alimentos naturais e não processados, e obviamente na variedade dos mesmos.

 Por isso, gente, embora o peso seja importante, há que ter em conta outros fatores quando avaliamos a nossa saúde, nomeadamente os alimentos que estamos a por dentro de nós. Ter um IMC de 22 e depois só consumir açúcares, hidratos e más gorduras e ficar a netflix and chill todo o dia não quer dizer, de todo, que sejam saudáveis. Até à próxima!


  Sometime ago I was having lunch at McDonald’s when the diet’s theme came up (which has all the irony factor associated). Opinions about this, tips about how to do that, until one of them said something that got me thinking: ” I don’t even remember the last time I weighted myself. I look in the mirror and, as I like what I see, I know I’m good like this.”. Alfterall, how much does the weight matter?

 The “weight” is a mesurement that mesures the mass of a body, in this case ours, associated to gravity’s force. Amongst other things, that mass corresponds to the quantity of adipose tissue and muscle (and the muscle is heavier than the fat, so being heavier doesn’t necessarily mean being fatter), varies with water intake and hormonal changes and has a different apearance in each one of us. So, is the weight a viable mesurement for us to guide the decisions we take about our body?

 Obviously, is has an important role and cannot be ignored. There is a 10kg margin to each height, and the weight should, desirably, be between those two values, once, for the gerality of the population, that means they are at the normal/ healthy weight. However, if that value is over or under the standards, means we are not healthy?

  I believe essentially in movement and well-being. There are people who are heavier but less voluminous, others less heavy but more bulky, but to be healthy, I believe movement and food are the key. Movement is essential, and this doesn’t mean going to the gym. When I talk about movement, I mean playing a sport that gives us pleasure, leaving the car by the door and walking to school or work, if possible. Movement is essential to Man as species, and he is becoming more and more sedentary, which is, consequentely, leading to an increase of some pathologies. And, after all, what is closer to being unhealthy: being 3/4kg overweight or having the right weight but having deseases like diabetes or high colesterol? 

 In relation to food, I could be talking about this for another thousand paragraphs. Nowadays, people believe that if you eat diet products, such as sugarfree soda, diet cookies, cereal bars, or even shakes for lunch, is being healthy. Well, I couldn’t disagree more. To me, being healthy means switching those products for water and biological, fresh and preservatives’ free fruits and vegetables. For example, it is said that figs are fattening, but is it better to eat processed foods, filled with preservatives, than biological fruit, a natural food that came from the hearth. from nature? This idea will never make sense to me. I believe in natural, non processed foods, and, obviously, in the variety of these.

 So, people, although weight is important, we have to address other factors when we evaluate our health, such as the foods we put inside us. Having an BMI of 22 but only consuming sugars, carbs and bat fats and netflix and chill all day doesn’t mean that we are heathy, at all. See you soon! 

Anúncios

3 thoughts on “O que diz o teu peso de ti?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s